Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2020

O dia em que Nossa Senhora Aparecida visitou o espaço

Quando o primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes, chegou ao espaço em 2006, junto com ele estava também  Nossa Senhora Aparecida , não só na devoção que tem pela Padroeira do Brasil, mas também em um pequeno broche que fez questão de levar. Na época, Pontes podia levar consigo para a missão de dez dias um quilo em bagagem. Entre os itens que carregou estavam fotos da família, um MP3 com música e, como sempre carrega uma imagem de Aparecida, ela não poderia faltar no espaço. Assim, decidiu levar o broche da Virgem com um terço ao seu redor. Ao participar da festa da Padroeira no Santuário Nacional de Aparecida em 2009, o astronauta contou que ter consigo a imagem de Aparecida no espaço “passou uma sensação de segurança. É algo que transcende o corpo”. A devoção à Nossa Senhora Aparecida foi herdada de sua mãe, Zuleica, que o incentivava nas orações e o levava ao Santuário Nacional. Ela foi também a grande incentivadora do sonho de Pontes de ser astronauta. E esta lembrança materna

Oração para antes da Missa

Imagem
  Para participar melhor da Santa Eucaristia é necessário estar em clima de oração É na Santa Missa que participamos da Sagrada Eucaristia: corpo, sangue, alma e divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. Por isso, é importante participar bem dela, com ardor, vontade e devoção. A Missa não é simplesmente uma oração devocional, ou uma celebração a mais da Igreja; é o ato supremo da nossa fé. A Missa, ou celebração da Eucaristia, é a presentificação do imenso Sacrifício do Calvário, onde este se torna presente no altar; não é mera representação ou apenas lembrança do Sacrifício do Senhor; é muito mais, é sua atualização, isto é, o mesmo e único sacrifício de Jesus na cruz se torna presente, vivo e verdadeiro. Não é uma multiplicação do sacrifício do Calvário e nem mesmo uma repetição. É o mesmo e único Calvário. Para participarmos melhor da Santa Eucaristia, é necessário estarmos em clima de oração. Não é algo obrigatório, mas é sempre bom chegarmos com um certo tempo de antecedência, dentr

Como atividades comuns podem levar à perfeição na vida espiritual

Imagem
  Philip Kosloski  -  publicado em 09/10/20 Entenda por que a perfeição não consiste em fazer coisas extraordinárias, mas em fazê-las de forma extraordinária É tentador pensar que a perfeição na vida espiritual consiste em se tornar um eremita no deserto, resignando-se a uma dieta de gafanhotos e mel. No entanto, para a maioria de nós, isso está muito longe da perfeição! A perfeição não consiste em fazer coisas extraordinárias, mas em fazer coisas comuns de uma maneira extraordinária. São John Henry Newman explicou esse conceito em uma de suas meditações, intitulada  A Short Road to Perfection  (“ Um curto caminho para a perfeição”). Ele, portanto, começa escrevendo: “Se quisermos ser perfeitos, não temos mais nada a fazer do que cumprir bem os deveres comuns do dia. [Há]um caminho curto para a perfeição – curto, não porque fácil, mas porque pertinente e inteligível.” Na verdade, a coisa mais heróica que podemos fazer durante o dia é lavar a louça! De fato, essa tarefa pode significar

Missa chata? Pense nisso na próxima vez que ficar aborrecido na igreja

Imagem
  Acontece com você de ficar aborrecido na missa de domingo? Aqui estão algumas dicas para aprender a lidar com esse aborrecimento e viver a missa como um momento que realmente liga sua vida à de Jesus Para aquelas pessoas que dizem que a missa é chata, eu adoraria responder que a sabedoria só vem para aqueles que aprenderam a perseverar no aborrecimento, a entrar pacientemente na densidade das coisas sem ver imediatamente o fruto de seu trabalho. De fato, o sábio tem a virtude do agricultor que trabalha incansavelmente em sua terra. Mas o homem não foi feito para pecar de flor em flor numa “insustentável leveza do ser”, de acordo com o título do romance de Milan Kundera. No entanto, ele foi feito para ser amarrado à sua rosa, para cultivá-la, para ficar enchido com ela. É essencial aprender a aceitar o tédio, a monotonia dos dias que passam, a recusar-se a medir a vida de acordo com o imediatismo narcisista do prazer consumível. Domingo é a âncora do tempo Mas qual é o sentido da  mis