Postagens

O demônio existe sim, lembram constantemente os papas

Imagem
  É um tema recorrente no Magistério da Igreja. Em uma memorável Audiência Geral de 1972, o Papa Paulo VI falou com clareza sobre a realidade pessoal do Maligno “Odemônio existe sim, é verdade, ele é o nosso maior inimigo”, disse o Papa Francisco em um encontro com as crianças da paróquia romana de São Crispim de Viterbo (3/03/2019). O diabo “é aquele que procura nos derrotar na vida. É o que coloca nos nossos corações desejos maus, pensamentos feios e nos leva a fazer coisas ruins, as muitas coisas ruins que têm a vida, chegando até às guerras”, afirmou o Papa. Mas como podemos nos comportar para nos defendermos destas agressões do demônio? Segundo o Papa Francisco, antes de tudo com a oração. Por isso é preciso rezar a Jesus para que afaste o diabo de nós, para que não deixe que ele se aproxime de nós. Vocês sabem qual é a maior qualidade do diabo? Porque ele tem qualidade: é muito inteligente, mais inteligente do que os teólogos! É inteligente e essa é uma qualidade. Mas a qualidade

Pesquisa comprova: exercícios espirituais podem melhorar a saúde física

Imagem
              Cientistas descobriram que um retiro inaciano provocou "mudanças significativas" no cérebro dos participantes, o que gerou melhoras na saúde. Um pesquisa desenvolvida por cientistas norte-americanos comprovou que os exercícios espirituais de Santo Inácio de Loyola podem melhorar a saúde física. Os pesquisadores descobriram que um  retiro inaciano de sete dias provocou “mudanças significativas” no cérebro dos participantes, o que gerou melhoras na saúde. O estudo foi conduzido pelos cientistas do Instituto Marcus de Saúde Interativa, da Universidade Thomas Jefferson. Eles estudaram as respostas cerebrais de 14 participantes de um retiro – todos com idades entre 24 e 76 anos. Os pesquisadores publicaram os resultados do estudo no artigo científico  “Religion, Brain and Behavior”  (Religião, Cérebro e Comportamento). Para o Dr. Andrew Newberg, diretor da pesquisa, os impactos cerebrais na melhora da saúde dos participantes da pesquisa tem a ver com a serotonina e a

Como fazer jejum, quais os tipos de jejum | Pregação

Imagem
 

“Jejum e abstinência” segundo os Códigos de Direito Canônico de 1917 e de 1983

Imagem
  Segundo o Código de 1917 Estas são as prescrições do Código de 1917, com menção da extensão do jejum e abstinência do Sábado Santo após o meio dia, que foi ordenada por Pio XII. As alterações posteriores estão observadas em  vermelho . Can. 1252. §1. Lex solius abstinentiae servanda est singulis sextis feriis.  [A lei de apenas abstinência deve ser observada em cada sexta-feira] . §2. Lex abstinentiae simul et ieiunii servanda est feria quarta Cinerum, feriis sextis et sabbatis Quadragesimae et feriis Quatuor Temporum, pervigiliis Pentecostes, Deiparae in caelum assumptae, Omnium Sanctorum et Nativitatis Domini.  [A lei do jejum & da abstinência, juntos, deve ser observada na Quarta feira de Cinzas, em toda Sexta-feira e Sábado da Quaresma e das Quatro Têmporas, nas vigílias de Pentecostes, da Assunção da Mãe de Deus ao Céu, de Todos os Santos e da Natividade do Senhor] . §3. Lex solius ieiunii servanda est reliquis omnibus Quadragesimae diebus  [A lei de apenas jejum deve ser ob

Como superar seus medos com a ajuda da Bíblia?

Imagem
  Medo do fracasso, das feridas do passado, do futuro... Você experimenta diferentes formas de medo? A Bíblia pode ajudá-lo a superá-los Omedo às vezes se torna nosso pior inimigo quando entra sorrateiramente em nossas vidas. No entanto, uma vez identificado, pode ser superado com a Palavra de Deus. Pois, São Paulo nos lembra em sua segunda Carta a Timóteo, “Deus não nos deu um espírito de medo, mas um espírito de força, amor e equilíbrio”. Aqui estão oito medos que podem assombrar todo ser humano e as soluções da Bíblia para enfrentá-los. Medo de Deus Se você tem medo de não ser suficiente aos olhos de Deus; medo de não poder entrar em um relacionamento profundo com Jesus; medo de que Deus se recuse a dar-lhe dons espirituais; medo de que Deus não fale ou ouça você; ou medo de que Deus não o perdoe, leia o Evangelho de São João: “No amor não há temor. Antes, o perfeito amor lança fora o temor, porque o temor envolve castigo, e quem teme não é perfeito no amor” (1 Jo 4, 18). Medo do ho

A Quaresma é o momento perfeito para jejuar do pecado

  Philip Kosloski   -   publicado em 12/02/21 O jejum de alimentos durante a Quaresma também deve incluir o jejum de comportamentos pecaminosos A Quaresma é uma bela época na Igreja para renovar o compromisso de nossa vida com Deus. Embora a Igreja tenha certos dias dedicados ao jejum e à abstinência de alimentos durante a Quaresma, essa disciplina não deve negligenciar o aspecto espiritual de nossas vidas. Jejuar corporalmente deve nos lembrar e nos fortalecer para “jejuar” de nossos próprios comportamentos pecaminosos. O autor de um livro do século 19 ( The Lenten Manual and Companion for Holy Week ) explica como o jejum é um meio para um fim, e esse fim é a eliminação do pecado em nossas vidas. O jejum, entretanto, é apenas um meio para um fim; e esse grande fim é a destruição do pecado. Devemos jejuar como uma expiação pelo pecado, e devemos jejuar para evitar o perigo de cair no pecado, pois a menos que jejuemos do pecado, todo o nosso jejum será em vão. Não, portanto, amados irmã

Por que muitos querem dizer sim a Cristo e não à Igreja?

Imagem
  Quem pergunta: "Por que a Igreja?" cai no mesmo erro de quem pergunta: "Por que Cristo?" Muitos querem hoje dizer Sim à Cristo, e Não à Igreja; mas isto afeta a própria identidade do Cristianismo. A Igreja, instituída por vontade de Cristo, com suas normas, como prolongamento da Encarnação do Verbo de Deus, se tornou o lugar privilegiado do encontro dos homens com Cristo e com o Pai. Quem pergunta: “Por que a Igreja?”, cai no mesmo erro de quem pergunta: “Por que Cristo?” Cristo veio do Pai e deixou a Igreja. O Pai enviou Jesus para a salvação do mundo, e Cristo enviou a Igreja. “Assim como o Pai me enviou, assim também eu os envio a vós” (Jo 20,21). Igreja e “democracia moderna” Muitos hoje querem a Igreja na forma de uma “democracia moderna”, onde tudo se decida pela vontade da maioria. Ela seria então como um grande Clube religioso, de normas “flexíveis”, mais assimiláveis. A consequência disso – e o grande engano – é que neste caso o homem seria guiado unicame