Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

As épocas do coração

Um segundo tema constante na espiritualidade do Carmelo é a necessidade de decidir a que Deus seguir. Nossa tradição nasce no Monte Carmelo, o lugar da luta entre os seguidores Yahvé e os seguidores de Baal. Elias exortou o povo a fazer com segurança sua escolha do verdadeiro Deus. Os carmelitas, tanto em comunidade como individualmente, têm que lutar sempre contra as forças da desintegração e da fragmentação que trazem os interesses pelos ídolos.
Nicolas Gálico em sua obra intitulada Ignea Saggita, acusou os membros da Ordem de perder o caminho enquanto iam migrando do deserto à cidade e iam se acostumando a seus atrativos. Acusou-os de seguir seus próprios desejos desordenados, com a desculpa de um ministério necessário. As reformas de Albi, Mantua , Juan Soret, Teresa de Ávila e Tureme continuamente recordavam aos carmelitas que deviam ter um só Deus, e servir a esse Deus com todo o coração .
Os santos de nossa tradição sabiam o quanto é difícil encontrar e seguir a esse Deus verdade…

São João da Cruz

São João da Cruz

O santo deste dia é conhecido como “doutor místico”: São João da Cruz. Nasceu em Fontiveros, na Espanha, em 1542. Seus pais, Gonçalo e Catarina, eram pobres tecelões. Gonçalo morreu cedo e a viúva teve de passar por dificuldades enormes para sustentar os três filhos: Francisco, João e Luís, sendo que este último morreu quando ainda era criança. Como João de Yepes (era este o seu nome de batismo) mostrou-se inclinado para os estudos, a mãe o enviou para o Colégio da Doutrina. Em 1551, os padres jesuítas fundaram um colégio em Medina (centro comercial de Castela). Nele, esse grande santo estudou Ciências Humanas. Com 21 anos, sentiu o chamado à vida religiosa e entrou na Ordem Carmelita, na qual pediu o hábito. Nos tempos livres, gostava de visitar os doentes nos hospitais, servindo-os como enfermeiro. Ocasião em que passou a ser chamado de João de Santa Maria. Devido ao talento e à virtude, rapidamente foi destinado para o colégio de Santo André, pertencente à Ordem, em Salamanca, ao …

Santa Luzia - Biografia

Luzia nasceu na cidade italiana de Siracusa. Era de uma família rica e cristã. Era considerada como uma das jovens mais belas de sua cidade. Seu pai morrera quando ela tinha 5 anos. Sua mãe sofria de graves hemorragias internas. Luzia tinha uma grande convicção cristã, que a fez consagrar-se ao Senhor Jesus, e oferecer sua virgindade perpetuamente. Um dia ela e sua mãe foram peregrinar à cidade onde se encontrava o corpo da Grande Santa Águeda, que morrera por não se converter aos ídolos. O Evangelho pregado na Santa Missa desse dia foi o da mulher que sofria com hemorragias internas, iguais às da mãe de Luzia. Luzia então pensou: "Se aquela mulher ao tocar nas vestes do Senhor ficou curada, será que Santa Águeda não pedirá ao Senhor que cure minha mãe da mesma forma que aquela mulher?" Ela então disse a sua mãe que esperassem todos sairem da Igreja, para elas irem rezar junto ao corpo da Santa. Durante esse meio tempo Luzia dormiu, e em êxtase sonhou que anjos rodeavam San…

Porque o nome de Guadalupe?

Imagem
"Então o tio manifestou que era verdade e que naquela ocasião ele havia melhorado e que A tinha visto da mesma maneira como Ela havia aparecido ao seu sobrinho, sabendo por Ela que o enviou ao México para ver o Bispo. Também, a Senhora o disse que quando ele fosse ao Bispo, lhe revelaria o que viu e de que maneira milagrosa Ela o havia curado, e como seria chamada, assim como Sua Santíssima Imagem, a sempre Virgem Santa Maria de Guadalupe." (Nican Mopohua)Por que haveria a Virgem Maria, de aparecer a um índio em um recentemente conquistado México e falando-lhe em seu idioma nativo, Nahuatl, e querer chamar-se "de Guadalupe", um nome espanhol?
Quis Ela em todo caso, ser chamada de Guadalupe por causa da estátua de Nossa Senhora de Guadalupe em Extremadura, Espanha?
Em todas as suas aparições, a Santíssima Virgem Maria, identificou-se como Virgem Maria e títulos como Mãe de Deus entre outros, e geralmente logo conhecida com o nome de lugares ou regiões o…

Nossa Senhora de Guadalupe

Mistério: A imagem de Nossa Senhora de Guadalupe

Uma pessoa não totalmente atéia, mas profundamente contaminada pelo pensamento moderno, pode afirmar que aquilo que não é provado cientificamente não é verdadeiro ou é produto da imaginação.
Vejamos o problema do ponto de vista desses amantes indiscriminados da ciência.Para eles, tudo aquilo que não se demonstra no laboratório da ciência, entra para o domínio da fantasia. Ciências, com C maiúsculo, são para eles a Física, a Química, a Biologia, etc.
Já a História lhes parece suspeita, pois é irrepetível para comprovação e muito subjetiva, ao depender de testemunhas. Muito mais ainda se for história eclesiástica, e o auge do suspeito lhes parecem as histórias dos milagres. São como o Apóstolo São Tomé, que precisou ver para crer. Para esse tipo de almas incrédulas, que havia até entre os Apóstolos, Nosso Senhor realiza certos tipos de milagres, de forma que não possam alegar a falta de provas. E uma dessas provas é a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe, no México.

O tecido do mant…

O Véu da Virgem Maria

Imagem
Só é possível vê-lo duas vezes ao ano, no dia da Assunção e da Imaculada. Conta-se que São José de Copertino perguntou a Nossa Senhora se esse véu era mesmo dela, pois os frades duvidavam. Ela o respondeu dizendo que sim; E a partir de então, todas as vezes que estava diante do véu, voava.
*******
Exposto aos fiéis na Basílica de São Francisco (igreja inferior, transepto sul), o véu da Virgem Maria
"Ano de 1319 - dizem os documentos do arquivo - a igreja de São Francisco foi enriquecida de um tesouro inestimável, isto é, do véu de Nossa Senhora, ofertado por Tommas, dos Orsini. Os escritores das coisas da pátria dizem que este príncipe romano, após a última cruzada no exterior, tomou oPaşa(título do filho mais velho ou Primogênito do Sultão) de Damasco, seu prisioneiro de guerra, o qual levava tudo de uma igreja de Jerusalém. Voltando para a Itália e molestado por uma grave enfermidade ao final de sua vida, voltou-se ao santo de Assis, do qual era com sua nobilíssima família grand…

Deus está falando!

Um homem sussurrou: Deus fale comigo.
E um rouxinol começou a cantar, mas o homem não ouviu.
Então o homem repetiu: Deus fale comigo!
E um trovão ecoou nos céus, mas o homem foi incapaz de ouvir.
O Homem olhou em volta e disse: Deus deixe-me vê-lo.
E uma estrela brilhou no céu, mas o homem não a notou.

O homem começou a gritar: Deus mostre-me um milagre.
E uma criança nasceu, mas o homem não sentiu o pulsar da vida.
Então o homem começou a chorar e a se desesperar:
Deus toque-me e deixe-me sentir que você está aqui comigo...
E uma borboleta pousou suavemente em seu ombro.
O homem espantou a borboleta com a mão e desiludido.
Continuou o seu caminho triste, sozinho e com medo
Até quando teremos que sofrer para compreendermos que Deus está sempre aonde está a vida?

Até quando manteremos nossos olhos e nossos corações fechados para o milagre da vida que se apresentas diante de nós em todos os momentos?"
(Autor desconhecido)

O sim aos planos de Deus

Imagem
Maria é o grande dom de Deus em benefício da humanidade não pelo fato de ter sido a mãe de Jesus, mas principalmente por ter dado seu "sim" ao projeto de Deus. Dom que ainda não descobrimos em toda sua beleza e em todo seu esplendor.
Não se trata apenas de pesquisar ou indagar aquilo que Maria fez e falou, querer saber sobre sua missão e seus privilégios. É preciso contemplá-la principalmente em sua realidade de mulher, em sua identidade humana e em seu jeito de ser igual a qualquer outra mulher.
O Concílio Ecumênico Vaticano II, realizado há cinquenta anos, apresentou-nos a devoção a Maria em seus aspectos bíblicos, ecumênicos e antropológicos. Houve verdadeira redescoberta de Maria numa Igreja que se voltou para os esquecidos, os sem-privilégios e os empobrecidos.
Ela, porém, não pode ser vista apenas como a mãe dos deserdados, mas também como a mulher das grandes decisões, aberta à ação do Espírito Santo, envolvida na divulgação da fé e disposta a colaborar com os planos do …

De repente, a fragrância

O Frade Modestino contou em certa ocasião: "Era uma vez, em que me encontrei de férias em San Giovanni Rotondo. Na manhã, me apresentei na Sacristia, a fim de celebrar a Missa com Padre Pio, e outros frades discutiam a fim de ter este privilégio. O Padre Pio interrompeu aquela discussão e disse: - “Na Missa, que servirá comigo é ele” – e terminou por me indicar. Ninguém disse mais nada. Acompanhei o Padre até o altar de São Francisco, e o ajudei a preparar a Santa Missa em absoluta concentração. No momento do "Sanctus" tive um repentino desejo de sentir aquele indescritível perfume, que percebi muitas vezes quando beijei a mão do Padre Pio. O desejo me foi concedido logo em seguida. O cheiro do perfume me envolveu e aumentou o odor em demasiado. Não conseguia respirar normalmente. Tive que me apoiar no balaústre, com a mão para não cair. Estando a ponto de desmaiar, quando pedi ao Padre Pio para me socorrer e evitar essa cena na frente de tantas pessoas. Naquele preciso i…

Aquela fragrância celestial

Um cavalheiro conheceu Padre Pio por umas séries de coincidências estranhas. Ele contou: "Na primeira vez, eu ouvi alguém que falou sobre esse religioso extraordinário, após a guerra. Um amigo meu, conheceu bem o Padre, ele falou com entusiasmo sobre ele. Eu pensei que ele estava exagerando ao falar sobre ele desse modo. Minha primeira reação era de indiferença e incredulidade, especialmente quando meu amigo me falou sobre o fenômeno dos perfumes de Padre Pio, que muitas pessoas disseram ter sentido, em lugares muito distantes do religioso. Frequentemente, estes fatos estranhos começaram também a acontecer para mim. De repente eu senti um intenso perfume de violetas em lugares incomuns onde era impossível achar flores. Meu pensamento foi para Padre Pïo, mas eu me rebelei e falei que elas eram sugestões da minha mente. Um dia o fenômeno também aconteceu enquanto eu estava de férias com minha esposa. Eu tinha ido para a estação para enviar uma carta, e naquele lugar que normalmente n…

"JESUS, A ÚLTIMA PRIORIDADE?

Se estamos planejando o casamento, queremos primeiro a casa, os móveis e todas as condições necessárias para que dê tudo certo. Se tentamos uma vaga de emprego em alguma empresa, queremos o melhor cargo, trabalhar com  bons chefes  e em um ambiente agradável onde não exija muito esforço, tenha um bom salário e assim por diante. Temos a tendência em buscar sempre o melhor e mais fácil, sempre o que é mais conveniente e o que está mais próximo as mãos. Naturalmente nos afastamos de situaçãoes onde somos colocados à prova, onde nosso caráter é muitas vezes testados, onde em situações simples refletem quem verdadeiramente somos. Facilmente disparamos em nós o gatilho do pensar primeiro em nós e depois nos outros, primeiros em nós e depois em Deus.
Nivelamos a nossa vida com buscas muitas vezes supérfluas e que não acrescentam nada no nosso crescimento pessoal, profissional e principalmente ESPIRITUAL.
Trabalhamos tanto para manter um maldito STATUS que a sociedade e a moda exigem, mas por …

A morte

Imagem
1º)- A morte consiste na separação da alma e do corpo, ficando absolutamente abandonadas todas as coisas deste mundo.

Considera, meu filho, que tua alma deve necessariamente separar-se do coro, mas não sabes quando, nem onde, nem como te surpreenderá essa separação.

Não sabes se ela te apanhará na cama, no trabalho, na rua ou noutro lugar.

A ruptura de uma veia, uma infecção pulmonar, uma febre, um ferimento, um tombo, um terremoto, ou um raio são suficientes para te tirar a vida.

E isso pode acontecer-te dentro de um ano, de um mês, de uma semana, de uma hora ou talvez mal acabes de ler estas páginas.

Quantos estavam bem à noite, quando se deitaram, e foram encontrados mortos no dia seguinte! Quantos, atacados de apoplexia, morreram rapidamente. E para onde foram depois?

Se estavam na graça de Deus, felizes deles, são eternamente felizes. Se estavam no pecado, serão atormentados para todo o sempre.

E tu, meu filho, se morresses neste momento, o que seria de tua alma? Infeliz de ti se…

Sobre São Martinho de Dume

Oriundo da Panônia, atual Hungria, dirigiu-se ainda jovem para ao Oriente, onde professou vida regular: estudou o grego e outras ciências eclesiásticas em que muito cedo se distinguiu, até ser classificado, pelo eminente Doutor Santo Isidoro, como ilustre na fé e na ciência. Também Gregório de Tours o considerou entre os homens insuperáveis do seu tempo. Regressando do Oriente, dirigiu-se depois a Roma e França, onde travou conhecimento com as personagens por então mais insignes em saber e santidade. Sobretudo, quis visitar o túmulo do seu homônimo e compatriota, S. Martinho de Tours, que desde então ficará considerando como seu patrono e modelo. Foi também por essa altura que Martinho se encontrou com o rei dos Suevos, Charrarico, ao qual acompanhou para o noroeste da Península Ibérica, em 550, onde, com restos do gentilismo e bastante ignorância religiosa, se espalhara o Arianismo.

Para acorrer a tantos males, não tardou Martinho em planejar e colocar em andamento seu vigoroso apos…

São Francisco Xavier

A Igreja que na sua essência é missionária, teve no século XV e XVI um grande impulso do Espírito Santo para evangelizar a América e o Oriente. No Oriente, São Francisco Xavier destacou-se com uma santidade que o levou a ousadia de fundar várias missões, a ponto de ser conhecido como “São Paulo do Oriente”. Francisco nasceu no castelo de Xavier, na Espanha, a 7 de abril de 1506, sofreu com a guerra, onde aprendeu a nobreza e a valentia; com dezoito anos foi para Paris estudar, tornando-se doutor e professor.

Vaidoso e ambicioso, buscava a glória de si até conhecer Inácio de Loyola, com quem fez amizade; e que sempre repetia ao novo amigo: “Francisco, que adianta o homem ganhar o mundo inteiro se perder a sua alma?” Com o tempo, e intercessão de Inácio, o coração de Francisco foi cedendo ao amor de Jesus, até que entrou no verdadeiro processo de conversão; o resultado se vê no fato de ter se tornado cofundador da Companhia de Jesus. Já como Padre, e empenhado no caminho da santidade, …

Pequenas coragens

"Resta esse constante esforço para caminhar dentro do labirinto, esse eterno levantar-se depois de cada queda, essa busca de equilíbrio no fio da navalha, essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo infantil de ter pequenas coragens."  (Vinicius de Moraes)

O Pilar Teórico da Apostasia

Para o senso comum pode ser dito que a apostasia tem sua causa principal no fato de que a nova igreja acreditou e ensinou que o Magistério infalível vem dos homens e não de Deus e, o pior, voltando atrás ao seguir Bulthman e outros, decretou que as Escrituras, e principalmente o Evangelho, não foram literal e totalmente inspirados pelo Espírito Santo, mas foram construção de homens segundo as vicissitudes de sua época. Isso importou em dizer que o Magistério em nada era infalível, pois infalível importa em ser perene ou infinito, mas que apenas poderia valer para sua época em determinada vivência humana. É que o papa Bento XVI disse literalmente ao ensinar o magistério vivo como apenas sendo o do atual papa com consequente desprezo até ao magistério do papa anterior, o que faz da doutrina católica tão protestante quanto volúvel e, em boa dose para os costumes ligados à moral, dispensada mesma da Palavra, o que até mesmo alguns protestantes rejeitam com um maior rigor. Cientifica ou te…

Caminho errado

"Como um viajante que erra o caminho e, assim que se apercebe, rapidamente retorna à estrada correta, assim também você continue a meditar na Palavra de Deus sem se fixar nas distrações."  (Santo Padre Pio de Pietrelcina)