Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Tenha um feliz e abençoado Ano Novo

Engrandecemos a Deus por este maravilhoso ano de 2014 e que venha 2015, um ano para servirmos a Ele e vivermos a Sua Palavra em nossa vida!  De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça” (João 1,16). Hoje é o último dia do ano de 2014. Como Deus foi bom para conosco ao nos dar mais um ano em nossas vidas, ao nos dar a graça de viver o ano do Senhor de 2014! Quando olhamos para trás vemos que passamos por dificuldades, por momentos difíceis e por provações, mas não podemos deixar de reconhecer que a mão de Deus esteve conosco. Mesmo quando passamos por abismos, por momentos de escuridão e por momentos difíceis a mão de Deus esteve conosco. Por isso nós reconhecemos que, de Sua plenitude, todos nós recebemos graça por graça, porque tudo é graça! É por isso que nós queremos fazer do dia de hoje um dia de ação de graças, agradecendo realmente a Deus a grandeza do Seu amor, do Seu poder, da Sua bondade, da Sua misericórdia e da Sua ternura para conosco. Agradecer a Deus porque Ele no…

Como São João Evangelista resgatou um cristão caído que tinha se tornado chefe criminoso

Imagem
O Apóstolo lega aos seus sucessores bispos um alto patamar de comprometimento  com a salvação das almas perdidas


Depois de correr atrás de um pecador pelos telhados do Vaticano, o papa Francisco foi visto pegando um atalho pela Torre de Nicolau V e abordando o anônimo blasfemo de surpresa, logo antes de ambos caírem, por entre vitrais espatifados do século XV, diretamente num confessionário logo abaixo de onde estavam.


Todos nós sabíamos que o papa Francisco era incrível, mas esse episódio é mais do que impressionante! O relato completo da perseguição, com uma foto da ação no momento em que acontecia, pode ser lido no site norte-americano The Onion.

Agora, acalmem-se: o site é humorístico e o relato é, obviamente, fictício.

Mas esta brincadeira me lembrou uma surpreendente história real sobre São João Evangelista, registrada pelo bispo Eusébio, do século IV, no Livro III, Capítulo 23, da sua História da Igreja:
"uma narrativa sobre João, o Apóstolo, que foi trans…

Toda família é sagrada para Deus

Toda família é sagrada para Deus, por isso Jesus escolheu nascer na Sagrada Família. A sua casa, a sua família, é sagrada aos olhos de Deus.  O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele” (Lucas 2,40). Nós hoje celebramos a linda festa da Sagrada Família, composta por Jesus, Maria e José. Sim, Deus quis morar no meio de uma família, quis estar na família humana, por isso escolheu uma casa, escolheu ter pai, ter mãe. E nessa casa, nessa família foi que Jesus cresceu, foi se tornando menino, homem e nos apontou a direção e o caminho da vida. Na realidade, o Senhor começou a nos ensinar a direção e o caminho da vida não foi quando cresceu, foi quando nasceu e quando quis habitar dentro de uma família, por isso nós a chamamos de Família Sagrada. Deixe-me dizer uma coisa a você: toda família é sagrada para Deus! A sua casa, a sua família, é muito sagrada aos olhos de Deus. Cada família tem um valor único e singular para o coração de Deus! Cada c…

Ou Jesus é Deus ou não é nada...

Imagem
Jesus não foi um homem que "pretendeu" ser Deus, mas o Verbo que se fez carne e veio morar entre nós

Os cristãos confessam, desde sempre, que Jesus Cristo é Deus. São João escreve que a Palavra, que "estava junto de Deus" e "era Deus" ( Jo 1, 1), "se fez carne e veio morar entre nós" (Jo 1, 14). São numerosos os discursos de Cristo em que Ele deixa claro ser muito mais que um simples homem – todo o Evangelho de São João está permeado de declarações desse teor –, sendo este o motivo alegado pelos judeus para condená-Lo à morte: "Não queremos te apedrejar por causa de uma obra boa, mas por causa da blasfêmia. Tu, sendo apenas um homem, pretendes ser Deus" (Jo 10, 33). Se, naquela época, até quem não seguia Nosso Senhor tinha clara consciência da grandeza do que Ele anunciava, hoje, muitos – atribuindo a si o apelido de "cristãos" – têm advogado, covardemente, uma "terceira opção": ao invés de rejeitar ou aceitar de vez …

O Martim Procelária

Imagem
Existe em certas regiões marítimas um tipo de pássaro tão branco quanto a neve, cujo prazer é andar na crista das ondas dos mares convulsionados.

Deparando-se com algo dentro d’água, mergulha inesperadamente, saindo do outro lado triunfante e com altaneria da bravura cometida, portando no bico o fruto da sua ousadia: um peixe.

Daí vem o seu nome, que é Procelária — pássaro que luta contra as procelas (procelas são as cristas brancas das ondas do mar).

Muito tempo atrás, na época em que os homens sabiam admirar, existia ao lado do paraíso uma região de tal maneira bela, que, segundo os mais famosos sábios, era o espelho da beleza divina.

A fim de evitar a invasão das forças do mal, Deus criou em sua volta cordilheiras tão majestosas e tão grandiosas, que nenhum inimigo ousava delas se aproximar. Evidentemente a paisagem não seria tão perfeita se a ela não fosse acrescentado o grandioso panorama marítimo. Sendo assim, no lado da região que dava para o mar, Deus não criou montanhas, mas…

A alma pura não se deixa levar pela maldade

A alma pura não se deixa levar pela competição, pelo orgulho nem pela maldade! Só quem é justo e vive a pureza sabe reconhecer e agradecer a bondade de Deus para conosco. “Maria disse: ‘A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador’” (Lucas 1, 46-47). Hoje nós acompanhamos um dos cânticos mais belos de toda a Sagrada Escritura: o cântico do Magnificat; o canto de ação de graças, de júbilo e de reconhecimento pela grandeza de Deus. Maria não exalta a si mesma; ela reconhece a grandeza d’Aquele que realizou nela as Suas maravilhas e as Suas graças. Maria exalta a promessa de Deus de salvação e de resgate do Seu povo. Deixe-me falar uma coisa ao seu coração: só quem é justo e vive a pureza do seu coração sabe reconhecer, engrandecer e agradecer a bondade e a ternura de Deus para conosco. Ao passo que, quem não vive na justiça e na presença de Deus, não sabe reconhecer as grandezas d’Ele; está sempre reclamando, murmurando e amaldiçoando; está sempre quer…

Padre Pio e as modas indecentes

Pelo sim de Maria, Deus se fez carne

Deus intervém na vida de Maria e a convida para ser a mãe do Salvador do mundo, Jesus Cristo. Jesus se fez corpo no corpo de Maria, verdadeiro santuário que Deus desejava para hospedar no seio da humanidade. Graças ao sim de Maria, a palavra viva de Deus toma corpo num corpo materno. Com isso, Deus encontra uma casa para morar.
O coração da pessoa é o santuário onde Deus deseja habitar. É o templo vivo, formado por seres humanos, pedras vivas, das quais Maria foi a primeira.
O anjo vai ao encontro da jovem Maria enquanto ela realiza suas tarefas cotidianas. Assim Jesus marca presença lá nas atividades do dia a dia, onde as pessoas vivem, convivem e trabalham. Deus se faz carne para viver junto com os mortais, não para ficar preso nos santuários e trancado nas sacristias. Segundo o papa Francisco, a Igreja não pode ficar fechada em si mesma, mas deve ir ao encontro, abrir-se ás necessidades das pessoas, sair do comodismo e buscar as periferias que carecem da luz do evangelho.
A novidade d…

Abençoado é aquele que mantém o coração temente a Deus

Abençoado é aquele que mantém o coração temente a Deus mesmo diante cheio de doenças e enfermidades. Que tudo a Ele entrega, se purifica dos seus pecados e oferece pela humanidade os seus sofrimentos e as suas dores. Ambos eram justos diante de Deus e obedeciam fielmente a todos os mandamentos e ordens do Senhor” (Lucas 1,6). A Palavra de Deus hoje mostra-nos dois personagens, um casal, um homem e uma mulher tementes a Deus, em idade avançada. No coração destes dois seres humanos podia haver certa frustração ou revolta contra Deus, porque, naquele tempo, alguém não ter gerado filhos poderia se considerar uma pessoa que não era abençoada. E quando alguém não se sente abençoado, se sente então rejeitado por Deus. Ao contrário disso, Zacarias e Isabel sentiam-se amados por Deus apesar da contingência física, de viverem tantos anos juntos e não poderem ter gerado filhos, isso os tornava tementes a Deus, isso os tornava, cada vez, mais servos d’Ele. Não, eles não se condicionaram a servir …

O terço da divina misericórdia e a conversão da minha avó

A idosa ganhava a vida lendo cartas, temendo a morte e era incapaz de rezar: sua neta Violetta decidiu agirVioletta é uma jovem alemã de 20 anos que tinha um carinho especial pela sua avó. Além do amor natural, ela tinha uma razão a mais para gostar da avó: “Ela sempre foi boa conosco, defendia a mim e aos meus irmãos do nosso pai, que batia em nós”, recorda a jovem. Era algo além da proteção física, porque ela também os alimentava.

Como? “Ao longo de quase toda a sua vida, ela se dedicou a ler cartas para ganhar dinheiro. O benefício que tirava disso era que assim podia nos sustentar”, conta a moça.

Violetta é católica, assim como sua avó (pelo menos formalmente), mas a idosa, aos 88 anos e ainda gozando de boa saúde, não ia à Igreja: “Não me lembro de tê-la visto rezar ou ir à missa”.

Uma “fada boa” incapaz de rezar

Isso torturava sua neta, que tinha boa formação cristã. “Infelizmente, ela parecia ser uma 'fada boa', então muita gente a procurava para que ela adivinhasse seu fu…