AS ARMAS


Nós católicos temos várias armas, mas muitas vezes não sabemos quais são e como usá-las.
Não foram poucas às vezes em que fui participar da Santa Missa de qualquer jeito; muitas vezes sem entender o que realmente acontecia durante ela.
Hoje depois de ler vários livros falando sobre a Santa Missa e procurando entendê-la da melhor maneira possível, percebo o grave erro que cometia. Imagino também como existem várias pessoas que estão hoje na mesma situação que eu estava outrora.
Ao ler o livro que explica a missa parte por parte pude entender o tesouro que eu tenho em mãos e não valorizava. Tem também o extraordinário testemunho de Catalina Rivas, que quando o li pela primeira vez me deu uma crise de choro de pelo menos uns trinta minutos. Na ocasião estava em casa com minha filha Larissa e não soube o que dizer e nem explicar para ela, que também começou a chorar.
Tenho certeza que se usarmos a palavra de Deus com mais freqüência, não com o intuito de apenas ler ou lê-la como um simples livro, mas sim com o desejo de querer ser transformado por ela, de ser renovado, de ser sarado, curado e restaurado.
Muitas vezes procuramos cursos para crescer profissionalmente, para alavancar uma sorte maior na vida. Somos capazes de fazer muitas loucuras por uma carreira de sucesso e conforto. Mudamos de cidade, religião, nos sacrificamos e colocamos a nossa vida em risco para isso quando o mais ideal seria apenas silenciar o nosso coração e seguir  o Mestre dos mestres que com certeza nos ensinará e sabe o que é melhor para cada um de nós.
Estamos em uma época onde, acredito a oração, a intimidade e a perseverança no caminho com Deus irão ditar o sucesso em questão.
Hoje está tudo tão esquecido, os valores verdadeiros foram trocados por coisas banais, vivemos nos enchendo de coisas vazias que não nos levarão a nada. A oração do Rosário é uma poderosa arma como preparação para os difíceis dias que estamos vivendo e estão por vir. Nos preparamos para tudo, para ter sucesso, para ser valorizado e ter reconhecimento. Chegamos tarde do trabalho, da faculdade, da diversão, mas nunca temos tempo para partilhar algo com Deus ou ouvir o que Ele tem para nos dizer. Será que aquela agonia na cruz, a flagelação atado à coluna, a colocação da coroa de espinhos não está acontecendo agora por arrogância nossa ou por falta de reconhecer a nossa pequenez? Isso sem falar na subida do calvário e morte de cruz. O nosso maior momento do dia tem que ser a hora em que recebemos Jesus, no seu corpo e sangue, nenhuma reunião, nenhuma palestra, decisão de negócios pode ser mais importante do que estar com Ele.
Que possamos seguir o que a santa igreja no ensina, rezar mais o rosário, receber Jesus na Eucaristia com o coração contrito e transparente e quem recebe Jesus na Eucaristia tem a obrigação de ser luz para àqueles que estão nas trevas!

"Não devemos permitir que alguém saia de nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz" Madre Tereza de Calcuta

Por: Filhos Espirituais de Pe. Pio

Comentários

  1. Gracias , muchas gracias por su visita, por su presencia en mi blog. Encantada de conocerlos.
    Yo le tengo mucho amor al padre Pío.Tenemos que aprender mucho de el, y encomendarnos.
    Su post es extraordinario, Catalina Rivas cuando
    habla de la Eucaristía, es escalofriante. Voy
    a volverlo a escuchar.¡Feliz semana!
    Dios les bendiga.¡Enhorabuena por su apostolado!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"ORAÇÃO DA SANTA CRUZ DE JESUS CRISTO"

Padre Pio Terço de Libertação

Frases de Pe. Pio de Pietrelcina