sábado, 24 de junho de 2017

EIS A PAZ


Resultado de imagem para paz interior
Não seja vã, ó minha alam, nem ensurdeças o ouvido do coração, com o tumulto da tua vaidade. Ouve
também: o mesmo Verbo clama que voltes. O lugar do descanso imperturbável, a não ser que o amor nos abandone
primeiro. Eis como essas coisas passam para outra lhes sucederem, e, assim, se formar de todas as suas partes 
este mundo cá embaixo.
"Afasto-me eu, porventura, para outro lugar?" - diz o Verbo de Deus.
Fixa a qui ó alma, a tua mansão. Retribui-lhe tudo o que dele alcançaste, já que estás cansada de tantos enganos.
Entrega à Verdade tudo que tens recebido da Verdade, e não só não perderás nada, mas ainda a tua podridão 
florescerá, as tuas fraquezas serão curadas, as tuas frouxidões serão reformadas, rejuvenescidas e 
estreitamente unidas em ti, sem te colocarem na ladeira por onde descem, mas ficando contigo e permanecendo junto do
Deus sempre estável e eterno.

Livro IV - O professor
Santo Agostinho - Confissões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESTE BLOG É DEDICADO À:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...