sábado, 6 de julho de 2013

A descida de Jesus Cristo aos Infernos

A Descida de Cristo aos Infernos
(atribuído a Nicodemos)
I
[1] Convite de José. Disse José: "E por que vos admirais de que Jesus tenha ressuscitado? Isso não é nenhuma maravilha; a maravilha está no fato de que não foi só ele que ressuscitou, porque muitos outros mortos ressuscitaram e apareceram, em Jerusalém, a muitas pessoas. E, se até agora não conheceis outros, conheceis ao menos Simeão, que recebeu Jesus, e seus dois filhos, que ele ressuscitou; ao menos esses conheceis. Nós os sepultamos recentemente, e agora seus sepulcros foram vistos abertos, e eles estão vivos e habitam em Arimatéia". Mandaram então alguns homens, os quais viram seus sepulcros abertos e vazios. José exclamou: "Vamos encontrá-los em Arimatéia".
[2] Dois ressuscitados.* Levantaram-se, então, os sumos sacerdotes Anás e Caifás, José, Nicodemos, Gamaliel e outros com eles e foram a Arimatéia e encontraram aqueles dos quais tinha falado José. Fizeram uma oração, saudaram-se mutuamente, voltaram com eles para Jerusalém, conduziram-nos para a sinagoga e trancaram as portas; depois puseram no meio o Antigo (Testamento) dos judeus, e os sumos sacerdotes lhes disseram: "Queremos que jureis pelo Deus de Israel e por Adonai e digais assim a verdade sobre o modo pelo qual fostes ressuscitados e sobre quem vos fez ressurgir dos mortos".
[3] Ouvindo isso, os homens que tinham ressuscitado fizeram o sinal da cruz no rosto e disseram aos sumos sacerdotes: "Dai-nos papel, tinta e pena!" Depois que lhes foram dados, sentaram-se e escreveram assim:
II
[1] 'Senhor Jesus Cristo, ressurreição e vida do mundo, dá-nos a graça de falar de tua ressurreição e das obras maravilhosas que fizeste no Hades. Abraão, Isaías, João Batista. *Habitávamos então no Hades com todos os mortos da eternidade. E na hora de meia-noite naqueles lugares escuros surgiu e resplandeceu uma luz como a do Sol, ficamos todos iluminados e nos vimos um ao outro. Subitamente nosso pai Abraão e com ele os patriarcas e os profetas ficaram cheios de alegria e disseram um ao outro: "Esta luz vem de grande luzeiro". O profeta Isaías, que estava presente, disse: "Esta luz vem do Pai, do Filho e do Espírito Santo, como profetizei quando estava entre os vivos, dizendo: A terra de Zabulon e a terra de Neftali, o povo sentado nas trevas, viu uma grande luz"'.

[2] Depois, do deserto para lá, para o meio deles, veio um asceta, e os patriarcas lhe perguntaram: "Quem és tu?" Ele respondeu: "Eu sou João, o último dos profetas, aquele que aplanou os caminhos do Filho de Deus e anunciou ao povo a penitência para a remissão dos pecados. Veio a mim o Filho de Deus e, vendo-o, de longe, eu disse ao povo: 'Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo'. Com minhas mãos eu o batizei no rio Jordão e vi, como pomba, o Espírito Santo descer sobre ele e ouvi a voz de Deus Pai dizer a ele: 'Este é meu Filho dileto, no qual me comprazi'. Por isso ele me mandou também a vós, para anunciar-vos que o unigênito Filho de Deus vem aqui embaixo, a fim de que quem crê nele seja salvo, e quem não crê seja condenado. Digo, pois, a todos vós que o venereis, logo que o virdes, já que a vós só agora é concedido um tempo de penitência por vós, pelos ídolos que venerastes no mundo vão e pelos pecados que cometestes; e é impossível que isso aconteça em outro tempo. 


Fonte: OBRAS INTEGRAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESTE BLOG É DEDICADO À:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...