terça-feira, 2 de maio de 2017

O DEVER DO INTELECTUAL CATÓLICO

"Nossa missão no mundo é a mesma de sempre. Temos de construir o Reino que é um Reino de Amor. O amor só pode existir entre pessoas. Para que haja amor, devemos, antes de mais nada, salvaguardar a liberdade e a integridade da pessoa humana. Temos de prover uma educação que fortaleça o homem contra o barulho, a violência, os 'slogans' e as meias-verdades de nossa sociedade materializada.
Nosso dever de preservar a integridade, liberdade e individualidade da pessoa humana, e de lhe fornecer armas espirituais contra o perigo do totalitarismo não é apenas algo que seria talvez interessante discutir e, porventura, estudar. Trata-se de uma tarefa urgente, que exige insistentemente ser realizada onde houver uma paróquia, um colégio e, especialmente, uma universidade ou um seminário católicos.
Esse é o dever mais importante do intelectual católico. A tarefa não é fácil. É algo muito delicado, precisamente porque o nosso zelo em combater um tipo de movimento-massa pode, com tanta facilidade, nos mergulhar de cheio num outro, e de pior espécie, do qual estamos menos atemorizados."
Thomas Merton, "Questões Abertas", Agir 1963, pág. 167.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESTE BLOG É DEDICADO À:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...