sábado, 22 de junho de 2013

Viver com simplicidade



Num dos versículos da segunda carta aos Coríntios proclamada na liturgia de ontem líamos: “E quando, estando entre vós, tive alguma necessidade, não fui pesado a ninguém, pois os irmãos vindo da Macedônia supriram minhas necessidades. Em todas as circunstâncias, cuidei e cuidarei de não ser pesado a vós”(2Cor 11, 9). Paulo se contenta com o mínimo e não deseja ser peso para seus ouvintes que, ao que parece, não estão muito dispostos a serem generosos em seus dons. Paulo leva uma vida digna e frugal, simples, modesta. No trecho do Sermão da Montanha Jesus faz uma séria advertência: “Não junteis tesouros aqui na terra onde a traça e ferrugem destroem e os ladrões assaltam e roubam”. Estamos diante do desejo desmedido de ganhar e guardar. Vivemos uma sociedade da competição e do lucro, da complicação da vida por causa da competição e do desejo do ter.

Muito se tem escrito e refletido sobre a necessidade de reduzir nossas exigências e desejos materiais. Vivemos num processo de complicação da vida. Se tivermos coragem será possível viver com maior simplicidade, mesmo nas grandes cidades. Compramos muito. Compramos roupas demais, bebidas demais, coisas demais. As coisas perdem sua validade. Consumimos. Não temos tempo de apreciar o perfume de um vinho, porque temos a adega cheia de garrafas. Não “curtimos” as pessoas porque o face-book está lotado de mensagens. Respondemos sem colocar afeto nas palavras que formulamos, sem “degustar” a riqueza do outro. Perdemo-nos em detalhes completamente dispensáveis e perdermos a visão do conjunto, porque “queremos” demais. Exigimos coisas das quais nem nos lembramos posteriormente. As pessoas precisam ir além do ter e da competição. Precisam apreciar um por-de-sol, uma paisagem bonita pela paisagem, um rio pela beleza do rio. Não podemos querer comprar o terreno para construir uma casa para nós, para nós…para nós…

Liberdade, poesia, busca do Absoluto, tentar descobrir o tesouro do evangelho escondido no campo ou buscar a pérola preciosa que não se compra com dinheiro, nem com poder ou prestígio. “Porque onde está o teu tesouro, aí está o teu coração”.T

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESTE BLOG É DEDICADO À:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...